segunda-feira, 13 de agosto de 2012




❝ Batendo a saudade no peito resolvi abrir umas lembranças que arquivei em meu peito ao som de Miserable a best - Mayday Parade, conheces né? Relembrei por mais uma vez todos os sentimentos que brotaram em mim, realmente lembrar de tudo é quase impossível não rolar várias lágrimas. A necessidade de voltar no tempo foi tão forte que comecei a ler os velhos textos que chegavam a mim através de depoimentos, e realmente me faziam voar pra bem longe daqui e o mais próximo possível de você. Quantos apelidos tivemos não? Quantas risadas e quantos choros me revele se puder, porque eu estou perdida no meios de tantos. Da onde surgiu aquele afeto divino em nós? Na onde encontramos tanta força pra lutar mesmo muitas vezes sem saber ao certo o porque de sofrer? Tantas madrugadas e palavras, meras palavras que eu achei muitas vezes que iam flutuar pelo ar por destino efêmero, e na realidade está eternamente em nós. Trexos de músicas falando por nós. O coração botando palavras nas mãos. Aquele gelo na barriga a cada passo mais próximo… e meu Deus, muito obrigada por ouvir meu coração e se deixar tocar por ele, meus sussurros foram ouvidos mesmo quando eu achei que só era eu e a dor. Hey, lembra deste trexo ”Sim sim , vc é aquela que eu posso dividir todas as coisas, é aquela que eu lutaria para ter ao meu lado, é aquela que curte todas as vibes que eu curto. Tipos de Music e por ae vai “…. E aonde foi essa coisa verdadeira mesmo?

Hoje, eu vivo muito das lembranças porque além de você são elas que me fazem lembrar o porque é que acordo todos os dias e levanto da minha cama quentinha. Porque é que valorizo tanto a internet e me prendi tanto a ela, e o óbvio de tudo lembrar qual é o meu objetivo. Por meio de risos e palhaçadas hoje a tarde eu esqueci que estava em frente a uma tela. Que você mais uma vez estava distante. Que amanha vou ter que acordar de novo e passar mais um dia inteiro, porém não vou falar com você[…] Sabe, eu confesso sim que eu tinha muita saudade do antes, mas eu o motivo maior da saudade é que independentemente das identidades como você se apresentou a mim, pelo menos eu te tinha todos os dias inteiramente…. realmente sem exceções.

Eu preciso muito te dizer que eu te amo.